Precisamos das coisas que nem sempre queremos.

E queremos coisas que nem sempre precisamos.

Esses dias, comecei a pensar sobre essa relação e percebi que quase tudo que quero, não preciso de verdade. E nem tudo que preciso, eu quero.

Óbvio que algumas coisas eu preciso e quero (ganhar mais $$ e/ou arrumar um trabalho novo por exemplo) mas outras coisas, sequer me dou conta se quero ou se preciso.

Diversas vezes acreditei piamente que precisava de uma coisa. Quando na realidade eu só queria a dita cuja.

E por tantas outras vezes, eu precisava daquilo, mas não tava lá muito a fim dela.

Conforme vamos ficando mais velhos, essa percepção vai (teoricamente) mudando e com isso nossa visão de mundo também vai. Nossa visão sobre a vida e de como as coisas funcionam também. Infelizmente.

Quando eu era pequeno (+-uns 5 anos de idade), eu precisava muito (na minha visão) de um Boca Rica e não queria de modo algum tomar vacina (pois MORRIA de medo do Zé Gotinha).

Meu pai, com toda sua sabedoria em dobrar o filhote, me prometeu que, se eu tomasse a vacina, ganharia o brinquedo. Logo entendi que precisava tomar a vacina pra ter o brinquedo que eu tanto queria. Resultado, encarei o Zé Gotinha com toda a ombridade que um menino de 05 anos pode ter e ganhei meu Boca Rica!!

Contei essa história pois foi a partir dali que comecei a ter noção (para uma criança daquela idade, evidente) de que pra ter algo que quero, devo antes fazer algo que preciso.

Tal noção só se desenvolveu desde então. E hoje procuro sempre fazer as coisas de maneira que começo a querer também as coisas que preciso.Mesmo que não goste muito delas.

A relação entre querer e precisar é intrínseca e complicada no começo, mas depois de um tempo de reflexão, percebemos que não é um monstro de sete cabeças tanto quanto pensávamos. Mas a reflexão é fundamental para isso.

Na verdade a reflexão é fundamental para a vida como um todo, não importando o rumo que queiramos dar nela.

Só não é importante quando não sabemos o rumo que queremos tomar.

É aquela velha história, quem não sabe onde quer chegar, qualquer lugar está bom.

E um ótimo guia para nos balisarmos e nos ajudar a saber onde queremos chegar é o equilibrio na equação Querer X Precisar.

Tendo isto em mente e praticando sempre que possível a vida fica mais fácil, menos perigosa e muito mais divertida.

 Ao menos pra mim funciona.

Abraço!

 

Anúncios