Category: Geral


Comeback from the dead

Demorei mas voltei.
Espero estar de volta e voltar de fato muito mais vezes, pois pra mim uma válvula sempre se faz necessária….
Seja através da música ou pela escrita essa válvula é fundamental.
Passando apenas pra desejar um bom de semana e dizer que as coisas hão de se alterar positivamente para todos.

De volta….outra vez!

Boa noite pessoal!!!! testando um app do wordpress…se der certo estarei de volta mto mais vzs por aqui…

Quem é vivo….

Sempre retorna! Rá!!

Trocadilho infame à parte, sei que andei MUITO sumido…abandonei mesmo o blog por um tempo por N razões, sobretudo profissionais (mudança de emprego e todas as consequências de tal ato)e agora que as coisas vão se ajeitando…posso pensar em voltar para estas paragens….e pôxa, como senti falta de escrever!

Não que eu seja bom nisso, mas funciona como um calmante…me relaxa…me ajuda a pensar…espairecer a mente, ou simplesmente esvazia-la um pouco, dando lugar pra novas idéias, sensações e recordações pra guardar…

Engraçado pensar que, nesses meses que estive ausente, minha vida se transformou muito….algumas coisas para melhor….outras para pior….transformações que certamente ocorreram também na vida de todos que lêem ou acompanham (acompanhavam) este blog….

Minha sensação de entrar aqui novamente é boa….lembra o ato de visitar uma antiga casa, que a muito tempo não é visitada: Você lembra dos lugares, situações, mas o cheirinho de pó é inevitável e percebe que tem MUITA coisa pra colocar no lugar (e em dia) até tudo voltar ao que era antes….mas enfim…eis que começa!

Espero que todos que já tenham lido esse espaço, voltem a fazê-lo…e que muitas outras pessoas comecem…pois, como disse lááááá no início…minha intenção aqui é debater idéias…construir algo…comunicar, enfim, passar adiante essa maravilhosa experiência que é viver e ter a certeza de que muita coisa que ainda não entendo, são reflexos naturais dos meus atos passados!

Bem vindos de volta!

Mas o gato é quem sempre começa!

Você

Você não sabe o quanto é importante pra mim.

O quanto me importo com você.

O quão importante é ouvir sua voz, ver seu sorriso, sentir seu olhar.

Saber que você existe me aquieta, me faz feliz. Me faz sentir vivo.

Me faz ter vontade de viver por anos e anos a fio.

Com você.

Do seu lado.

Nunca na  frente ou atrás pois não quero levar e muito menos ser levado.

Você não faz idéia de como sua opinião é levada em consideração.

De como nossas conversas me ajudam a pensar melhor, a refletir sobre as coisas e a entender situações.

De como nossas brincadeiras são lembradas com saudades durante a semana.

De como viver é bem mais gostoso quando você está por perto.

Você sequer sabe que não me importo com suas manias.

Só me importo com seus defeitos. Mas os aceito.

Aceito porque sei que são eles que permitem a você, ser quem é.

Aceito porque sei que sem eles, você não teria graça. Seria outra pessoa.

O mais dificil, é resistir a tentação de tentar mudar (e moldar) você de acordo com o que quero e com meus desejos.

Assim como imagino que essa mesma tentação se abate sobre você.

Porque as coisas acontecem como devem. E não como gostaríamos.

As pessoas são como devem. E com sorte, como gostaríamos.

Mas com mais sorte ainda, como não gostaríamos. Pois nos obriga a fazer um esforço, um exercício de aceitação.

Aceitação dos defeitos alheios e dos próprios.

E justamente por essa oportunidade de me exercitar e como consequência me tornar uma pessoa melhor, só tenho que te agradecer.

Obrigado, Flor, por me ajudar a ser uma pessoa melhor.

O exercício continua, mas com uma motivação igual à você, é bem mais gostoso.

Olha!

“Olha!É uma aranha!”

03 horas de alegria!

Vendo o vídeo e as fotos, tudo será explicado…

O bom é saber que está apenas no começo! 

E também as “Fotas”!!

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Abraço!

Precisar X Querer

Precisamos das coisas que nem sempre queremos.

E queremos coisas que nem sempre precisamos.

Esses dias, comecei a pensar sobre essa relação e percebi que quase tudo que quero, não preciso de verdade. E nem tudo que preciso, eu quero.

Óbvio que algumas coisas eu preciso e quero (ganhar mais $$ e/ou arrumar um trabalho novo por exemplo) mas outras coisas, sequer me dou conta se quero ou se preciso.

Diversas vezes acreditei piamente que precisava de uma coisa. Quando na realidade eu só queria a dita cuja.

E por tantas outras vezes, eu precisava daquilo, mas não tava lá muito a fim dela.

Conforme vamos ficando mais velhos, essa percepção vai (teoricamente) mudando e com isso nossa visão de mundo também vai. Nossa visão sobre a vida e de como as coisas funcionam também. Infelizmente.

Quando eu era pequeno (+-uns 5 anos de idade), eu precisava muito (na minha visão) de um Boca Rica e não queria de modo algum tomar vacina (pois MORRIA de medo do Zé Gotinha).

Meu pai, com toda sua sabedoria em dobrar o filhote, me prometeu que, se eu tomasse a vacina, ganharia o brinquedo. Logo entendi que precisava tomar a vacina pra ter o brinquedo que eu tanto queria. Resultado, encarei o Zé Gotinha com toda a ombridade que um menino de 05 anos pode ter e ganhei meu Boca Rica!!

Contei essa história pois foi a partir dali que comecei a ter noção (para uma criança daquela idade, evidente) de que pra ter algo que quero, devo antes fazer algo que preciso.

Tal noção só se desenvolveu desde então. E hoje procuro sempre fazer as coisas de maneira que começo a querer também as coisas que preciso.Mesmo que não goste muito delas.

A relação entre querer e precisar é intrínseca e complicada no começo, mas depois de um tempo de reflexão, percebemos que não é um monstro de sete cabeças tanto quanto pensávamos. Mas a reflexão é fundamental para isso.

Na verdade a reflexão é fundamental para a vida como um todo, não importando o rumo que queiramos dar nela.

Só não é importante quando não sabemos o rumo que queremos tomar.

É aquela velha história, quem não sabe onde quer chegar, qualquer lugar está bom.

E um ótimo guia para nos balisarmos e nos ajudar a saber onde queremos chegar é o equilibrio na equação Querer X Precisar.

Tendo isto em mente e praticando sempre que possível a vida fica mais fácil, menos perigosa e muito mais divertida.

 Ao menos pra mim funciona.

Abraço!

 

Embora não seja católico, essa é uma oração que prezo muito pois além de absolutamente linda, é inegavelmente sincera, bem escrita e de uma humildade tocante.Uma verdadeira receita de como melhorar o mundo.

E também aproveitei o ensejo que minha amiga Cacília deu,  dizendo que meu ultimo post estava meio fransciscano, o que me levou a pensar (e lembrar) nesta oração,portanto, dedico este post à você. E também à todos aqueles que gostam e acreditam que a diferença é feita a partir dos pequenos atos e mudanças interiores.

Oração de São Francisco de Assis (ou Chiquinho)

Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz.

Onde houver ódio, que eu leve o amor;

Onde houver ofensa, que eu leve o perdão;

Onde houver discórdia, que eu leve a união;

Onde houver dúvida, que eu leve a fé;

Onde houver erro, que eu leve a verdade;

Onde houver desespero, que eu leve a esperança;

Onde houver tristeza, que eu leve a alegria;

Onde houver trevas, que eu leve a luz.

Ó Mestre, Fazei que eu procure mais

Consolar, que ser consolado;

compreender, que ser compreendido;

amar, que ser amado.

Pois, é dando que se recebe,

é perdoando que se é perdoado,

e é morrendo que se vive para a vida eterna.

Enfim…

Abraço!

Ano novo!!!

Ano novo!!!

Fiquei uns 15 dias meio afastado do blog (da internet na verdade) por motivos pessoais (pra descansar a mente também, visto que 40% do meu trabalho é na internet) e isso gerou um saldo mais do que positivo pois vivi e convivi bastante com pessoas que amo.

Aproveitei minha família de forma gostosa e entendi que as férias não servem somente para descansar; mas também para darmos valor ao trabalho.

15 dias longe do trabalho e eu já estava com certas saudades…

Serviu também pra que pudesse pensar algumas coisas em relação ao significado do Natal e do Ano Novo.

No geral, percebi o quão pouco valorizamos o Natal.

O motivo real da data, pois hoje tudo é visto unicamente com base no comércio…presentes…muita comida…..muita bebida….e efetivamente pouca (ou nenhuma) preocupação com o próximo e tampouco com o real significado da festa.

Independente de crenças e tudo o mais e embora saibamos que Jesus NÃO nasceu dia 25/12 a data serve mais como reflexão acerca do bem que fizemos ao próximo, e para nos lembrar que caridade e um mínimo de dedicação aqueles menos favorecidos ou simplesmente aqueles que amamos nunca são demais.

O Natal não é aniversário de Jesus, essa é uma decisão tão mercadológica (da igreja católica) quanto o papai noel bebedor de coca cola.

A diferença é o tempo entre as duas decisões.

E por favor, não estou comparando e muito menos discutindo a importância de ninguém, estou apenas discutindo o motivo e o significado da data.

Acredito que o propósito original do natal é muito mais nobre que o propósito atual. Pois inspirar amor, compreensão e tentar resgatar o real significado de família é muito melhor  – ao menos pra mim – que fomentar o consumismo e a comilança desenfreadas.

Natal não é (ou não deveria ser) uma data comercial, mas sim um estado de espírito….que deveria perdurar todo o ano e não somente uma noite….

E a outra data é o ano novo!!!!

Engraçado como o relógio marcando meia noite serve pra duas datas né?

Todo mundo se vestindo de branco, comendo lentilhas, pulando ondinhas…..WTF???

Ano novo só serve pra três coisas:

a)Fazer um balanço do ano que está acabando.

b)Com base no balanço anterior, tentar reverter (ou manter) o quadro em que nos encontramos naquele momento.

Talvez alguns incluirão neste item o lance de planejar, estabelecer metas e tudo o mais, eu particularmente não consigo estabelecer e planejar minha vida como um plano de mkt ou algo que o valha.

Na minha opinião, reverter ou manter o quadro depende de minhas atitudes a curto prazo, que poderão (ou não) influenciar meu médio e longo prazos. Se não estou contente com a minha vida atual – seja a nível pessoal, profissional, espiritual etc – depende de minhas atitudes mudar e não através de planos e planejamentos com deadlines especificos, mas de ações simples e que devem começar agora.

Sacou a diferença?

c)Obter novos calendários.

Enfim…o período de descanso serviu pra muita coisa, inclusive pra pensar muito a respeito do tema acima…mas francamente isso é motivo pra uma boa discussão regada a uma cervejinha gelada e uma porçãozinha…

Essa pausa gostosa e muito bem vinda serviu também pra que eu pudesse enxergar minha família sob outro aspecto e valorizar ainda mais as pessoas que amo.

E serviu também para me perguntar algumas coisas e planejar outras para este espaço que gosto tanto.

Enfim, muitas coisas boas  virão esse ano!Para o blog…pra mim…pra você….enfim, para todos!

Muitas novidades, e muitos aprendizados também virão com certeza, espero que em sua maioria sejam coisas positivas, construtivas e por quê não, divertidas.

Abraço!